sexta-feira, 18 de agosto de 2017

ANIMAIS | JAVALI

Javali, da subespécie Javali-europeu
A palavra "javali" vem do árabe djabali ou hinzir-djabal, que significa "porco montanhês" ou "porco do mato".

O tamanho e o peso adultos são largamente determinados por fatores ambientais. Javalis que vivem em áreas áridas com pouca produtividade tendem a atingir tamanhos menores do que os que habitam áreas com abundância de alimentos e água. 

A boca é provida de enormes dentes caninos que se projetam para fora e crescem continuamente.  O javali também consegue saltar obstáculos com até 1,50 metros de altura. Seus poderosos músculos do pescoço lhe conferem força para cavar até 10 cm de profundidade em solo duro e congelado, e poder levantar pedras de até 50 kg. Na corrida, sua velocidade máxima chega até aproximadamente 40 km/h, dependendo do seu peso.

Ao contrário de certas raças de porcos domésticos, os javalis são cobertos de pelagem. Os pelos são rijos e nos adultos variam de cor entre o vermelho-escuro e o acastanhado. Os filhotes apresentam cor de terra clara com listras negras, o que lhes dá uma camuflagem muito eficiente. A pelagem dos filhotes escurece com a idade. Sua expectativa de vida em estado selvagem gira em torno de 2 a 10 anos.

Os javalis preferem bosques com bastante vegetação onde possam esconder-se, mas também frequentam à noite áreas abertas, assim como áreas cultivadas. Em sua ampla área de distribuição, ocupam bosques temperados até florestas tropicais. Não habitam desertos nem alta montanha.

O javali passa grande parte do dia fuçando a terra em busca de comida. É um animal omnívoro, com preferência por matéria vegetal como raízes, frutos, bolotas, castanhas e sementes. Também invadem terras cultivadas, especialmente campos de batata e milho. Os javalis também incluem animais em sua dieta, como caracóis, minhocas, insetos, ovos de aves e até pequenos mamíferos. Também consomem animais mortos.

Fonte: Wikipedia e Jardim Zoológico de Lisboa

Questão: O javali é um animal rápido?

18 e 25 de Agosto – Lobos ao Crepúsculo – Centro de Recuperação do Lobo Ibérico (Mafra)


















OPINIÃO | Fruta que Sabe a Sol | MARGARIDA VERÍSSIMO

Em Portugal a fruta é deliciosa, sabe a sol, dizia-me uma amiga belga numa das suas várias visitas ao nosso país. Nunca tinha pensado no sabor da fruta nesses termos, mas adorei e pensando bem ela tem toda a razão. Temos tendência a não valorizar o que havemos como garantido e em Portugal o sol é garantido, já na Bélgica…

Graças ao grau de maturação proporcionado pelas muitas horas de sol, a fruta em Portugal tem um gosto muito especial e autêntico. Quem não tem o privilégio de a poder saborear diariamente sente bem o seu gosto especial e aprecia a nossa fruta quando tem o prazer de o fazer.

Apesar de termos fruta durante todo o ano é na primavera e verão que há mais variedade e em que ela sabe melhor, que sabe realmente a sol. E fruta a saber a sol é: no fim da primavera trincar um pêssego perfumado e suculento e o seu sumo escorrer pela boca e pelas mãos e ficarmos peganhentos de lamber as mãos antes de as lavarmos; é colocar de uma só vez na boca 5 ou 6 cerejas carnudas e negras e ir cuspindo os caroços e repetir o gesto uma e outra vez até acabar todas as cerejas do cesto e ficarmos com a língua preta; é nas férias de verão levar uma caixa com cubinhos de melão fresco para a praia e sentir a sua doçura salpicada por gotinhas salgadas de mar; é comer melancia num terraço ao pôr-do-sol; é devorar uma mão cheia de ameixas sumarentas e ter esperança que não faça mal; é sentir o aroma a maçãs verdes no pomar, apanhar uma, trincar e sentir o suco agridoce libertar-se da polpa crocante; é no fim do verão debicar uvas redondinhas, de vários tamanhos, de um cacho grande e negro, uvas de polpa suave e doce; é deixar-se envolver pelo morno, adocicado e seco perfume das figueiras e ficar de lábios colados enquanto o fruto se desfaz na boca e se absorve todo o seu açúcar; é também brindar com amigos ao fim do verão e comer as amoras e framboesas embebidas na sangria.

A minha amiga belga não chegou a verbalizar, mas vi na sua expressão de prazer deleitando-se com a salada que acompanhava o churrasco, que não é só a fruta que sabe a sol em Portugal. Também o manjericão, os coentros, orégãos, a hortelã, a alface e o tomate (na realidade o tomate é fruta), sabem a sol. Se juntarmos todos estes elementos numa salada, a que adicionamos cebola finamente cortada, temperada com sal marinho, azeite virgem e vinagre balsâmico e se a enriquecermos com bocadinhos de queijo fresco de cabra alimentada nos campos, conseguimos sentir o sabor dos raios de sol que pela manhã acariciam as plantas e as despertam da noite fresca, dos raios de sol escaldante do meio-dia que as enchem de vida e de energia e dos raios de sol que na serenidade preguiçosa do entardecer lhes prolongam a cor e o paladar.

E o vinho? Achará a minha amiga que o vinho em Portugal sabe a sol? Desconfio que sim, mas não me chegou a dizer…adormeceu.














Margarida Veríssimo


quinta-feira, 17 de agosto de 2017

MÚSICA | Busk-In Fest 1° Edition

Busk-In Fest 1° Edition


Busk-In Festival 1° Edition

É o primeiro festival pago à tips da Europa.

O Busk-In Festival traz para si, em uma noite, uma maneira alternativa de apoiar a arte, conhecer os novos artistas do cenário, ouvir boa musica, e, ainda, poupar os bilhetes. AS TIPS!!!
Na portaria do evento, NÃO SERÃO VENDIDOS BILHETES. 

No Busk-In Fest cada artista terá seu próprio totem de tips, onde, o publico, durante as performances, deposita suas tips para o artista, de acordo com a preferência de cada pessoa e sua vontade de apoiar os artistas e a boa musica. 


[[[TODAS AS TIPS COLETADAS POR CADA ARTISTAS SÃO DIRETAMENTE DESTINADAS AO PRÓPRIO]]]

O Busk-In Festival 1° Edition vai dar largada na casa mais porreiro de Setubal. No LIQUID LOUNGE BAR!! 

O Line Up do Busk-In Festival traz um grupo de 5 dos melhores artistas do cenário brasileiro, internacional e português em uma só noite.

_______ // ______ // ______

• L O R D // RAP PT
|
• Daniele Pistone // ITL 
|
• TIES // R&B, Fusion INT
| 
• Julio Brechó // MPB BR
|
• Tom // RAP PT

_______________________________________________


A abertura do Busk-In Festival será dada às 22h e o encerramento será dado às 2:30h. 

Obs.: O primeiro artista sobe ao Palco às 22:30h e o ultimo à 1:30h.

MÚSICA | Festas do Barreiro l Ruth Marlene l Concerto Palco das Marés

Festas do Barreiro l Ruth Marlene l Concerto Palco das Marés


Palco das Marés (Av. Bento Gonçalves/Av. da Praia)

18 agosto | 22h00 | Ruth Marlene

Tudo sobre as Festas do Barreiro: http://www.cm-barreiro.pt/pages/1272


MÚSICA | Road to Zion (Luxemburgo)

Road to Zion (Luxemburgo)


Road to Zion ao vivo em tour de verão para a sua estreia em Portugal no Ginjal Terrasse.

Road to Zion primeira banda de Reggae no Luxemburgo.
Nascida no 31 de Maio de 2014 numa pequena vila de seu nome Rumelange (LUX). Road to Zion é um grupo que traz uma mistura de várias culturas vindas desde Cabo-verde passando por Portugal e Luxemburgo acompanhada pelos ritmos do Reggae vindos da pequena grande Jamaica.
Aníbal Gomes dos Santos decidiu começar a realizar seu sonho de criança, formar um grupo de música reggae, música que escutava desde miúdo . 
O nome Road to Zion surgiu através do que se vivia dentro do seio do grupo, a união, a paz e o amor no caminho do bem, em direção a Sião .
12 de Setembro 2015, o fim do começo, com o primeiro concerto ao vivo de Road to Zion .O dia marcou muito a vida do grupo e os lançou para uma nova etapa musical.
Depois desse dia muita coisa mudou, vários membros passaram por este grupo que estava em construção desde 2014. Mas o grupo continuou o seu trabalho sem se deixar abalar antes pelo contrário ficaram mais fortes e realizaram 16 concertos no espaço de um ano.

Road to Zion:
- Adilton ( Punany ) - Bateria
- Aníbal ( Bob) - Guitarra e Voz
- Michael ( Jahmaru) - Voz
- Romain ( Jahman ) - Teclados
- Adilson ( Piet ) - Guitarra baixo
- Lizender ( Rude Boy) Percussão e Voz



Até 2 de agosto, inclusive, decorre o período de pré-venda da pulseira de acesso aos 12 dias da Viagem Medieval, a realizar de 2 a 13 agosto, no centro histórico de Santa Maria da Feira. A compra antecipada permitirá economizar 1,5 euros por unidade.

A pulseira desta edição tem representadas 32 cruzes que simbolizam os anos de governação de D. Afonso IV e apresenta um contraste de cores que remete para a dicotomia trevas/luz que caracterizou o reinado de “O Bravo”, marcado por um longo período de fome, peste e guerra, mas também pela prosperidade e conquista.


PULSEIRAS: 7€ 
(oferta de uma bebida leve ou imperial até ás 24h)

» Locais de venda: Ginjal Terrasse 
» RP´s Officiais: Nuno: 939790309  - Tiago: 917362581

MÚSICA | Capitão Fausto nas Festas de Corroios 2017

Capitão Fausto nas Festas de Corroios 2017

Capitão Fausto nas Festas de Corroios 2017

Capitão Fausto nas Festas de Corroios 2017