domingo, 31 de março de 2019

ENTREVISTA à autora RELIANE DE CARVALHO

Reliane de Carvalho nasceu no Estado do Mato Grosso do Sul, em 1978, na cidade de Deodápolis, região Centro Oeste do Brasil. Construiu a sua primeira obra literária aos 12 anos de idade, a qual foi publicada pela ANE (Associação de Novos Escritores do Mato Grosso do Sul). Licenciou-se em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Federal do Paraná e dedicou a sua vida profissional ao “Cuidado dos Pacientes com Diabetes”, como educadora em Diabetes no Sul do Brasil. Foi palestrante e projetista; construiu e coordenou o “Programa de Educação Dassette”, de assistência e educação a estes pacientes na cidade de Curitiba. Redirecionou a sua carreira de enfermeira em 2012, deixando de se dedicar apenas ao cuidado físico dos seus pacientes e saindo do Brasil para realizar missões em alguns países da Europa. Passou a dedicar-se à ajuda ao próximo de uma forma mais holística, abrangendo também os cuidados da alma. Desse trabalho nasceu “Menina dos Olhos da alma” em 2014, quando a escritora retoma as atividades literárias com o objetivo de utilizar os acordes do musical das letras como contributo ao sucesso da sua missão. Em 2015 publica “Menina dos olhos da alma, volume II”. Para aperfeiçoar o seu trabalho de “Curadora de Almas”, certificou-se em Hipnose Clínica e Regressiva e hoje, além da sua dedicação à escrita, trabalha como hipnoterapeuta. 


MBC - Fala-nos um pouco de ti?
RC - Acredito que todos que aqui estão possuem uma missão de vida, que viemos com um propósito, o que chamo de sentido de vida. Felizmente sou imensamente grata ao Universo porque em resposta às minhas ações sempre tive a oportunidade de ir ao seu encontro com este propósito de vida.
Ainda era uma menina, logo após o coma por diabetes tipo 1 onde fiquei entre a vida e a morte dizia a todos os meus familiares e amigos que queria ser uma profissional da área da saúde e que tinha a certeza de que se Deus tinha permitido que tivesse Diabetes era para que eu assumisse o propósito de ajudar pessoas, e este sonho moveu-me durante a minha caminhada profissional. Realmente ao terminar a minha formação na Universidade Federal do Paraná, Brasil, comecei a trabalhar com Educação em Diabetes na Sanofi-aventis.
Foram 12 anos de cuidados aos pacientes com diabetes, onde pude levar a muitas pessoas o conhecimento que tinha sobre a diabetes, a motivação, e acima de tudo a inspiração para que tivessem força para ultrapassar as adversidades que enfrentamos ao termos uma disfunção tão impactante na rotina diária. Acabava por exercer além da educação em diabetes uma terapia informal, para ajudar estes pacientes a trabalharem as suas emoções tão fortemente abaladas devido ao impacto do diagnóstico e a nova rotina de vida tão exigente que esta doença crónica traz. E estudava muito para isso.
                                                                                                                                                        
E assim segui o meu caminho profissional. Acreditando firmemente que se fizesse tudo com entrega e com amor podia ajudar pessoas a serem mais felizes e a viverem melhor, porque enquanto a mente está saudável tudo fica mais fácil.    
                                                                               
Um motivo muito especial me trouxe a Portugal, e aqui direcionei toda a minha vida profissional para a psicologia, área que gosto muito, e hoje estou a finalizar com muita dedicação o Mestrado em Ciência e Emoções no ISCTE e a trabalhar como terapeuta, através da ajuda de técnicas da Hipnose Clínica. E posso novamente afirmar que estou firme no meu propósito de vida, que é ajudar pessoas a ficarem bem, a encontrarem o seu caminho interior, a curar suas feridas emocionais.

MBC - O que te levou a escrever?
RC - Comecei a escrever muito cedo. E acredito que a escrita é um dom, e como todo dom de repente
sentimos o seu chamado, como se olhássemos para o papel e sem explicação a nossa alma pulsasse em sua vontade de fazer ali nascer palavras. Ainda muito menina nos primeiros anos escolares era daquelas alunas que fazia redação sem a professora de Português solicitar, só pela paixão de escrever. E neste sentido tive uma professora que teve singular importância nesta estimulação e no desenvolvimento da escrita, a professora Shinako Kondo. No quarto ano do ensino fundamental quando foi minha professora recordo-me que tínhamos que entregar um caderno escrito todos os meses, um mês era de dissertação, uma por dia, 30 ou 31 dissertações por mês. No outro mês era para fazermos um diário, relatar o que aconteceu em cada dia durante todo o mês, no outro mês era para fazermos 30 ou 31 narrações. E assim, cada mês tinha uma atividade relacionada com a escrita até o final do ano letivo. E é certo de que isso teve um grande peso contributivo no desenvolvimento da escrita.

MBC – Eras ainda muito jovem quando publicaste pela primeira vez no Brasil?
RC - Sim, publiquei o meu primeiro livro aos 15 anos, o qual foi escrito aos 12 anos de idade. A noite de autógrafos aconteceu no dia 27 de novembro de 1983 na cidade de Deodápolis, no Estado do Mato Grosso do Sul.
MBC – A tua escrita está directamente ligada com o teu trabalho?
RC - Quando estamos conectados com o nosso sentido de vida tudo naturalmente se encaixa, ainda aos 12 anos, e quem lê a minha primeira obra pode constatar, já abordava na obra aspectos importantes sobre emoção positiva, sobre motivação, deixando no leitor a mensagem subliminar da importância de estarmos conectados com a nossa verdadeira essência, com a nossa força interior, de trabalharmos nossas emoções para melhor e mais fortes seguirmos no caminho da vida.

MBC - Só escreves dentro deste género?
RC - Sim. Naturalmente acontece quando algo me toca e motiva-me a começar a escrever, sem me
aperceber toda a sintonia da escrita caminha em direção a este género.

MBC – Queres explicar-nos em que consiste o teu trabalho e como o consegues conciliar com a escrita?
RC - Hoje trabalho como terapeuta, através de um método que desenvolvi ao qual dei o nome de Método Terapêutico S&E (Saúde Emocional), porque o mesmo foi desenvolvido à luz da ciência durante o andamento do meu mestrado. Associo a esta abordagem terapêutica técnicas de Hipnose Clínica, ou seja, no primeiro momento é realizado um trabalho a nível consciente, com o paciente acordado, e no segundo momento o paciente é induzido ao transe onde são aplicadas as técnicas de Hipnose. E aqui é importante mencionar que isso faz com que o processo seja altamente eficaz, porquê este método trata de forma assertiva as disfunções emocionais (depressão, ansiedade, fobias, etc.), ou mesmo as emoções doentes (que dificultam os nossos processos relacionais) a nível consciente, e o transe que é realizado na sequência ativa a parte do Córtex Pré-frontal e consequentemente deixa o cérebro muito suscetível a sugestões que vão ter muita eficácia a nível inconsciente.

MBC – Sentes dificuldade na divulgação do teu trabalho em Portugal?
RC - No que concerne a terapia não. Em relação à escrita sim. Nós escritores sabemos o quanto é árduo o caminho para que a nossa obra chegue a um número maior de leitores, que certamente é o sonho de todos os escritores. As grandes editoras publicam trabalhos de autores conhecidos, as menores, acabam por não conseguir fazer uma distribuição adequada nos principais pontos de venda do país. Sou daquelas que acredito que a obra precisa estar fisicamente presente nas livrarias, que a editora precisa investir em divulgação, precisa fazer eventos juntos ao autor ou criar eventos para reunir pessoas e os autores que consigo trabalham, o seu papel não é só       editar.

MBC - São grandes as diferenças entre os teus leitores brasileiros e portugueses? 
RC - Não. Pelo menos se há diferenças relevantes não consigo classificá-las.

MBC – Quem quiser comprar os teus livros onde o pode fazer?
RC - Os livros estão disponíveis em todas as livrarias Bertrand do país. Ou através da internet: https://www.wook.pt, https://www.fnac.pt, http://edicoesmahatma.pt. Ou ainda podem adquirir a obra autografada, solicitando-a através do e-mail relianedecarvalhoescritora@gmail.com
 
MBC – Queres deixar-nos mais algum contacto das redes sociais para que os leitores possam seguir o teu trabalho?
RC - Para agendar consulta ou solicitar palestra na área de Psicologia Transpessoal: 960 445 433.
Redes Sociais:

MBC - E a pergunta que todos queremos saber, novidades para breve?
RC - Com a defesa da tese do mestrado prevista para setembro, tive que conter a minha vontade de criar, de escrever, para direcionar a energia para finalizar este processo. No entanto, escrever é certamente o que mais gosto de fazer na vida, e assim que possível nascerá uma nova obra.

                                                           
                                                            SINOPSE 
A Luz dos Meus Olhos
Uma viagem interior, traz ao leitor uma reflexão que o possibilita mergulhar no seu mundo mais interno, nas profundezas do seu "Ser", proporcionando-lhe instrumentos para o despertar da sua consciência e consequentemente, da necessidade de trabalhar algumas das suas emoções. E através deste despertar que pode ocorrer pelos diversos temas amplamente abordados neste livro, o leitor pode alcançar mudanças interiores que o capacitarão a agir de forma mais consciente e serena, nos seus diversos processos relacionais, proporcionando-lhe uma vida mais harmoniosa, equilibrada e feliz. A obtenção deste equilíbrio interno, com o exteriorizar de ações pessoais mais conscientes, se despertadas através deste livro e interiorizadas, pode proporcionar-lhe o poder de reconhecer a sua força interior, todo o poder que emana de seu "Ser", o seu poder de superação diante das dores e dificuldades da vida e pode além disso, induzi-lo e ajudá-lo a viver com sua mente sendo constituída predominantemente de pensamentos menos tóxicos, mais positivos e sem crenças auto limitantes. 
Uma evolução de Ser, Estar, Sentir e Agir, que antes de fazer bem aos outros, ao mundo e a todos que a sua volta estão, será infinitamente melhor para si. Porque passará de forma mais saudável a configurar uma mente mais leve, mais construtiva e mais benevolente. É importante ressaltar que, perfeitos em nossa imperfeição, cada vez que conseguimos saltar evolutivamente entramos em contato com a nossa "Essência Cósmica", com o nosso "Eu Universo", ao encontro da nossa verdadeira natureza que é a consciência…


SINOPSE 
Menina dos Olhos da Alma, Volume 1
No meio de tantas adversidades que hoje povoa o mundo moderno paralelamente com a vida humana, buscar forças e sabedoria na alma para transpô-las, além de facilitar o caminho, torna-se um meio de sobrevivência. Menina dos Olhos da Alma, com uma forma lúdica e poética traz ao leitor reflexões que o leva ao encontro de respostas no seu mundo mais interno, no interior do seu eu, em sua alma. Que, por vezes, deixamos adormecer, ao eliminarmos a sua intuição e a sua fala, apenas dominados pela razão de quem luta pela sobrevivência, num mundo de tropeços, de busca pelo poder, ênfase no ter e não no ser, aonde uns são capazes de o outro ferir para se sobrepor no meio social ao qual vivem. Menina dos Olhos da Alma é um encontro com a aceitação que nos faz compreender que aquilo que não podemos mudar, só nos resta vivenciar com a menor dor possível, através do encontro e da construção do verdadeiro caminho, capaz de nos fazer transpor qualquer ato de desamor. E quando a força do amor é genuína, não há dificuldade que não se transforme em ruína, eis o tema principal desta singela obra, que abraça o leitor com seu afago de amor.

SINOPSE 
Menina dos Olhos da Alma, Volume II

Num Universo de intenso reflexo, onde a luz que incide também irradia, sentimos cedo ou tarde o reflexo de nossas ações. São os nossos comportamentos os principais responsáveis para que vivamos em momentos de luz, alegria, paz ou amor, ou na escuridão da dor, de conflitos, de ruídos desarmônicos. Por que mesmo que algo nos aconteça, estando além de nossa capacidade de decisão, não sendo uma consequência de nossas escolhas e nossas ações, é a forma com que vamos isso receber e processar que irá ditar como será o processo de vivência deste momento. E nossas ações e comportamentos são o que irão configurar se o motivo de dor que porventura a vida trouxe, será motivo para conflitos, processos desarmônicos, ou se vamos utilizar a inteligência emocional que todos nós carregamos para tentar resolver tudo da melhor forma possível, diminuindo os impactos de outras ações, numa análise processual consciente, de quem está decidido a fazer diferente, em busca da harmonia e da paz.
Composto por mensagens, Menina dos olhos da alma II, O despertar da consciência, traz ao leitor mensagens diversas, que em sua configuração possui a intenção de o despertar, caso identifique que necessário seja, para mudanças comportamentais, contribuindo para que a partir de um novo modelo de ações, possa ter uma vida mais harmônica, nos diferentes processos de relação humana.
E não há verdades impostas, há neste livro uma singela intenção a partir de sua composição, de contribuir de alguma forma para que você viva uma vida mais feliz, recebendo o resultado de uma digna e honrosa semeadura, que só pode resultar numa próspera e feliz colheita.

Texto: MBarreto Condado
Fotos: cedidas pela autora

Sem comentários:

Publicar um comentário