quarta-feira, 22 de junho de 2016

[Período de Descontos] Diário do Europeu - 3ª Jornada


Texto: Pedro Ferreira de Carvalho
Nova Gazeta e Diário do Distrito

Foto: Arquivo Nova Gazeta/DR


Grupo F – Um verdadeiro carrossel e Portugal apurado…

Última jornada no Grupo F. A Portugal chegaria o empate. A vitória daria a liderança do grupo. A derrota enviava os pupilos de Fernando Santos para férias mais cedo. Foi com estas 3 hipóteses que começou a girar o carrossel da derradeira ronda do grupo. Senão, vejamos:

18” – Golo da Islândia – Portugal apurado em 3º. Croácia nos oitavos.
19” – Golo da Hungria – Portugal eliminado em 3º, com apenas 2 pontos.
42” – Golo de Portugal – Portugal apurado em 3º. Croácia nos oitavos.
47” – Golo da Hungria – Portugal eliminado em 3º, com apenas 2 pontos.
50” – Golo de Portugal – Portugal apurado em 3º. Croácia nos oitavos.
55” – Golo da Hungria – Portugal eliminado em 3º, com apenas 2 pontos.
60” – Golo da Áustria – Portugal eliminado em 3º, com apenas 2 pontos.
62” – Golo de Portugal – Portugal apurado em 2º. Inglaterra nos oitavos.
94” – Golo da Islândia – Portugal apurado em 3º. Croácia nos oitavos.

Ou seja, por 3 vezes durante a partida de hoje com a Hungria, Portugal esteve fora do Europeu. Por 3 vezes, conseguimos recuperar o prejuízo. É verdade que marcámos mais do que nos dois primeiros jogos, mas também sofremos mais golos. Digamos que a eficácia ofensiva veio à custa de alguns erros defensivos. Primeiro foi Nani o marcador e depois o capitão Ronaldo a bisar, com o seu primeiro golo de calcanhar digno de figurar nos compêndios de como bem finalizar. A Hungria qualificou-se em primeiro lugar e a surpreendente Islândia alcança o segundo posto, com o mesmo número de pontos do líder. A Áustria regressa a casa.

Quando a partida de Portugal terminou, o empate garantia desde já a qualificação. Dado o empate na altura entre Islândia e Áustria, o nosso futuro era defrontar a Inglaterra nos oitavos de final. Não era teoricamente a melhor opção, antes da jornada iniciar. Pior do que isso, Portugal entraria no “caminho para a final” no mesmo lado dos tubarões. Isto quereria dizer que para chegar ao dia 10 de Julho a Saint-Denis, Portugal, para além da Inglaterra, poderia ter de defrontar e eliminar a França, nos quartos de final e a Espanha / Itália / Alemanha nas meias finais.

Com o golpe de teatro dos islandeses, já no período de descontos, Portugal foi relegado para terceiro classificado e coloca-se do outro lado da travessia, evitando assim, caso chegue à final, os ditos colossos do futebol Europeu.

1º Hungria – 5 pontos (apurada)
2º Islândia – 5 pontos (apurada)
3º Portugal – 3 pontos (apurada como 3º melhor terceira classificada)
4º Áustria – 1 ponto (eliminada)

Grupo A – Franceses e Suíços festejam apuramento com empate

Na última ronda confirmaram-se as expectativas até aqui criadas. A França e a Suíça empatam a zero e garantem a qualificação.

A Albânia ainda tentou sonhar com o apuramento, ao ganhar perante a Roménia por 1-0. No entanto, a diferença de golos não lhe permitiu juntar-se ao grupo dos melhores terceiros.

1º França – 7 pontos (apurada)
2º Suíça – 5 pontos (apurada)
3º Albânia – 3 pontos (eliminada como pior terceira classificada)
4º Roménia – 1 ponto (eliminada)

Grupo B – Três pontos para o País de Gales

Nunca a máxima do jargão futebolístico, quando se remata bem por cima da trave, ao bom estilo de um ensaio convertido no Rugby, fez tanto sentido. E quando a proeza é alcançada por duas vezes, o resultado é a liderança do Grupo B, à frente dos inicialmente favoritos Inglaterra e Rússia. Goleada dos Galeses perante a Rússia, com mais um golo de Bale. A Rússia fez um Europeu para esquecer. Ou melhor, para recordar, para não repetir daqui a dois anos, quando receber no seu território o Mundial de Futebol.

A Inglaterra perdeu a liderança do grupo, ao empatar sem golos com a Eslováquia.

1º País de Gales – 6 pontos (apurada)
2º Inglaterra – 5 pontos (apurada)
3º Eslováquia – 4 pontos (apurada como 1º melhor terceira classificada)
4º Rússia – 1 ponto

Grupo C – Alemães e Polacos mantiveram-se empatados… no topo

Apesar de não se terem defrontado, Alemães e Polacos ganharam aos seus adversários pelo mesmo resultado. A Alemanha ganhou perante a Irlanda do Norte, que mesmo apesar da derrota ainda conseguiu apanhar o comboio.

A Polónia venceu a Ucrânia, que foi a maior desilusão deste torneio. Foi a única selecção que não alcançou qualquer ponto.

1º Alemanha – 7 pontos (apurada)
2º Polónia – 7 pontos (apurada)
3º Irlanda do Norte – 3 pontos (apurada como 4º melhor terceira classificada)
4º Ucrânia – 0 pontos (eliminada)

Grupo D – Croácia ultrapassa Espanha, em cima da meta

Luta pela liderança no grupo, com a Espanha a adiantar-se no marcador. A Croácia empata a partida e vê Sérgio Ramos falhar uma grande penalidade. No cair do pano, Perisic dá a vitória aos croatas.

Na outra partida, a Turquia ganhou finalmente, perante a República Checa por 2-0, mas a diferença de golos alcançada não lhe permitiu qualificar-se para os oitavos de final.

1º Croácia – 7 pontos (apurada)
2º Espanha – 6 pontos (apurada)
3º Turquia – 3 pontos (eliminada como 2º pior terceira classificada)
4º República Checa – 1 ponto (eliminada)

Grupo E – Duas Irlandas nos oitavos de final

A vitória da República da Irlanda por 1-0 perante a já apurada Itália faz com que continuem em jogo os melhores adeptos deste europeu, que boas lições têm dado sobre o que é o Fair-Play.

A Bélgica marcou mesmo ao final e confirmou a despedida da Suécia.

1º Itália – 6 pontos (apurada)
2º Bélgica – 6 pontos (apurada)
3º República da Irlanda – 4 pontos (apurada como 2º melhor terceira classificada)
4º Suécia – 1 ponto (eliminada)

Oitavos de Final:

25.06.2016 (14:00) – Suíça – Polónia
25.06.2016 (17:00) – País de Gales – Irlanda do Norte
25.06.2016 (20:00) – Croácia – Portugal
26.06.2016 (14:00) – França – República da Irlanda
26.06.2016 (17:00) – Alemanha – Eslováquia
26.06.2016 (20:00) – Hungria – Bélgica
27.06.2016 (17:00) – Itália – Espanha
27.06.2016 (20:00) – Inglaterra – Islândia

Melhores marcadores:

1º Álvaro Morata (Espanha) – 3 golos
2º Gareth Bale (País de Gales) – 3 golos
3º Romelu Lukaku (Bélgica) – 2 golos


Sem comentários:

Publicar um comentário