domingo, 16 de agosto de 2020

Jubiabá (nova edição), de Jorge Amado / Editora Dom Quixote

Nas livrarias a 25 de Agosto



Eis o romance que deu projeção internacional a Jorge Amado. A história das voltas e reviravoltas do órfão Antônio Balduíno – que vai de mendigo a músico, de pugilista a trabalhador em plantações de tabaco, de artista de circo a inflamado orador sindical.

Aplaudido pela crítica e pelos leitores desde a sua estreia, em 1931, Jorge Amado viu a sua posição definitivamente firmada no panorama literário brasileiro com o lançamento de Jubiabá.

Publicado em 1935, quando o autor tinha apenas 23 anos, este é um verdadeiro romance de formação, onde o escritor aborda um dos temas que lhe é mais caro – a força da cultura afro-baiana contra a opressão política e as injustiças sociais.

O livro representou uma verdadeira revolução no romance brasileiro. Antônio Balduíno, a sua figura central, tornou-se um dos personagens mais populares da novelística do país, e Jubiabá foi o trampolim que projetou Jorge Amado no estrangeiro, através de uma série impressionante de traduções.


Sem comentários:

Publicar um comentário