quarta-feira, 26 de agosto de 2020

O Som da Montanha, de Yasunary Kawabata / Editora Dom Quixote - Tradução de Francisco Agarez

Nas livrarias a 31 de Agosto


De dia, Ogata Shingo, idoso homem de negócios de Tóquio, é atormentado por pequenos lapsos de memória. De noite, associa o rumor distante que lhe chega da montanha vizinha aos sons da morte. Pelo meio, as complexas relações que em tempos alicerçaram a sua vida: uma esposa difícil, um filho mulherengo e uma nora que nele inspira compaixão e frémitos de desejo. Com esta transluzente teia de fios condutores, Kawabata urdiu um romance que é uma meditação, poderosa e serenamente observada, sobre a inexorável passagem do tempo.

Lírico e meticuloso, O Som da Montanha é uma sublime descrição das agruras da velhice – o estreitamento gradual e relutante de uma vida humana, a par dos súbitos afloramentos de paixão que iluminam o seu desenlace.


Sem comentários:

Publicar um comentário