quinta-feira, 6 de julho de 2017

OPINIÃO | O Velho e o Tempo | MAFALDA PASCOAL


O VELHO perguntou ao TEMPO, há quanto tempo ali estava.

O TEMPO respondeu que ao mesmo tempo do VELHO.

O VELHO pensou e repensou e ao TEMPO retrucou:

- Eu não dei por ti, que aqui estou há tanto tempo!

O TEMPO gesticulou...e serenamente falou:

- Eu vi quando chegaste, acaso não me sentiste, ao mesmo tempo que nasceste?

O VELHO deu de ombros, sacudindo os longos cabelos brancos e com os dedos ossudos e enrugados, penteou a barba longa e branca e meditou...

- Muita coisa aprendi...o TEMPO nasceu comigo e deu-me tempo para aprender o que sei. Deu-me tempo para me perder  no TEMPO, deu-me tempo para conhecer o TEMPO, deu-me tanto tempo para esquecer o TEMPO...deu-me também o direito de perguntar quem és?!

 TEMPO sempre atento, aconchegou o VELHO e docemente sussurrou:

- Eu tenho o tempo da força da tua juventude, da tua força de querer abarcar o Mundo com a tua ansia de aprender, de ensinar e de mudar. Eu tenho o pouco tempo das tuas alegrias e o longo tempo das tuas tristezas. Tenho ainda o tempo que a tua vida tem...

O VELHO com o seu olhar límpido olhou fixamente o TEMPO...

Lentamente, um sorriso aflorou nos seus lábios, a sua cabeça pendeu...

O TEMPO e o VELHO fundiram-se no TEMPO, expirando o tempo de vida do VELHO.

IMG_20160520_202048.jpg Autora
                                               Mafalda Pascoal





Sem comentários:

Publicar um comentário