quinta-feira, 21 de abril de 2016

[Cultura - Divulgação Literária] RTP e LEYA Lançam “Colecção Essencial – Livros RTP”

Quarenta e seis anos após a primeira colecção ter marcado uma geração, a RTP e a LeYa lançam a “Colecção Essencial – Livros RTP”, formada por edições de capa dura de obras de grandes autores de língua portuguesa e de outras línguas, ao preço de 10 euros cada. O primeiro título, Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago, chega hoje às livrarias nacionais.

Ontem, pela tarde, foi apresentada, em Lisboa, a “Colecção Essencial - Livros RTP”, um projecto cultural concebido pela RTP em parceria com a LeYa e que consiste na publicação de um conjunto de obras de ficção de autores de língua portuguesa e de outras línguas. O objectivo desta iniciativa é a promoção do gosto pela leitura através da descoberta (ou redescoberta) de alguns dos autores mais relevantes do século XX,  colocando à disposição do público, por um preço reduzido (10 euros) e ao ritmo de um título por mês, algumas das obras-primas da literatura contemporânea, com prefácios assinados por destacadas personalidades da cultura. 

O primeiro livro da colecção, Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago (prefaciado pelo editor Zeferino Coelho), chega às livrarias hoje,  21 de Abril. Em Maio será publicado A Guerra do Fim do Mundo, de Mario Vargas Llosa, prefaciado por António Mega Ferreira, e, em Junho, será editado Jesusalém, de Mia Couto, com prefácio de Miguel Real.

A curadoria da colecção pertence a  Zeferino Coelho, um dos mais considerados editores do mundo de língua portuguesa, editor da Caminho, integrada na LeYa.

A qualidade e a pertinência da “Colecção Essencial – Livros RTP” foi recentemente confirmada ao ser integrada no Plano Nacional de Leitura.

No âmbito desta colecção está prevista a publicação de 25 livros.

As capas da “Colecção Essencial – Livros RTP” foram criadas por Rui Garrido, Diretor de Arte da LeYa. 

[Acerca da colecção]:

O projecto da RTP de retomar a famosa iniciativa dos anos 70 que foi a colecção Livros RTP é um excelente projecto e mostra a amplitude que pode atingir o princípio do serviço público que a lei lhe atribui, que os portugueses dela esperam e que a Administração da RTP assumiu.

Encarregada de conceber, publicar e comercializar essa colecção – a que a RTP deu o título de “Colecção Essencial – Livros RTP”, a LeYa está confiante de que pode assumir inteiramente tal responsabilidade de acordo com os parâmetros definidos pela RTP.

Tomando como base que nesta fase a “Colecção Essencial – Livros RTP” incluirá 25 títulos, todos eles obras de ficção, de autores de diferentes países mas com predominância para autores de Língua Portuguesa e, dentro destes, para autores Portugueses, definir os títulos da colecção é sem dúvida uma tarefa difícil e sempre de resultado discutível e, eventualmente, controverso. Apesar disso, a LeYa assume essa responsabilidade, considerando que tais dificuldades têm de ser enfrentadas e vencidas uma vez que o objectivo final é disponibilizar uma colecção de 25 obras literárias para um público muito amplo, e aproveitar essa publicação para levar a cabo um verdadeiro programa cultural e literário que ajude a vencer um dos grandes défices do nosso país – a promoção do livro e da leitura entre todas as camadas da população.

Podemos já informar que dos 25 títulos, 12 serão de autores de língua portuguesa (sete de autores Portugueses, dois de autores Brasileiros e três de autores Africanos de Língua Portuguesa). Os restantes 13 títulos correspondem a algumas das grandes obras da literatura do século XX, com predominância para obras publicadas na sua segunda metade.

Num universo tão vasto não é possível incluir todas as obras fundamentais e representativas de uma escola, uma corrente literária, uma época e/ou uma geografia. Em todo o caso, no que se refere aos autores Portugueses, procurou-se incluir os mais destacados e activos durante a segunda metade do século XX (tendo ficado de fora alguns autores que fariam boa companhia aos que foram incluídos). Assim, não faltarão José Saramago, António Lobo Antunes, Vergílio Ferreira, Agustina Bessa-Luís, entre outros. Dos brasileiros, não poderia faltar Jorge Amado, mas não deixámos de incluir um autor que nos mostra um outro lado da riqueza da literatura Brasileira actual – Rubem Fonseca. Entre os Africanos entrarão nomes já inteiramente consagrados e com lugar cativo nas literaturas Africanas de Língua Portuguesa, sendo o primeiro o Moçambicano Mia Couto.

No que se refere a escritores de outras línguas que não a Portuguesa, os leitores encontrarão nomes bem conhecidos provenientes de Inglaterra, França, Estados Unidos, Itália, Alemanha, Espanha e da América Latina. Isto é, Mario Vargas Llosa mas também Gabriel García Márquez, Faulkner mas também Philip Roth, Primo Levi mas também Italo Calvino, Marguerite Yourcenar mas também Thomas Mann… Enfim, uma selecção muito condicionada pela quantidade mas de indiscutível qualidade, e representativa do melhor que se escreveu e publicou ao longo do século XX.

Todos os volumes incluirão prefácios assinados por autores de língua portuguesa – com uma exceção para Alberto Manguel, que prefaciará Cem Anos de Solidão – de autoridade indiscutível. Serão textos curtos, mas que, pela sua qualidade, concisão e agudeza, tornarão singular a presente edição de cada uma destas obras. Não faltará também um breve resumo biobibliográfico de cada autor.

COLECÇÃO ESSENCIAL – LIVROS RTP

Os primeiros 12 livros

Ensaio sobre a Cegueira, José Saramago
Prefácio: Zeferino Coelho

A Guerra do Fim do Mundo, Mario Vargas Llosa
Prefácio: António Mega Ferreira

Jesusalém, Mia Couto
Prefácio: Miguel Real

A Mancha Humana, Philip Roth
Prefácio: Clara Ferreira Alves

Capitães da Areia, Jorge Amado
Prefácio: José Carlos de Vasconcelos

As Naus, António Lobo Antunes
Prefácio: Ricardo Araújo Pereira

Cem Anos de Solidão, Gabriel García Márquez
Prefácio: Alberto Manguel

O Grande Gatsby, F. Scott Fitzgerald
Prefácio: António-Pedro Vasconcelos

Dinossauro Excelentíssimo, José Cardoso Pires
Prefácio: Carlos Reis

A Insustentável Leveza do Ser, Milan Kundera
Prefácio: Inês Pedrosa

As Cidades Invisíveis, Italo Calvino
Prefácio: Nuno Júdice

A Geração da Utopia, Pepetela
Prefácio: Ondjaki


Edição de Texto: Isabel de Almeida/Nova Gazeta

Fonte e Fotos: Leya - Direcção de Comunicação

Nota de redacção: o texto foi editado ao abrigo da ortografia anterior ao Acordo Ortográfico por expressa opção da linha editorial do jornal Nova Gazeta.


Sem comentários:

Publicar um comentário