sexta-feira, 2 de junho de 2017

LITERATURA | Eduardo Gomes | SAÍDA DE EMERGÊNCIA



Eduardo Gomes, alfacinha, nascido em 1956. Cursou Direito e formou-se mais tarde em Administração e Gestão de Marketing no IPAM. Na longa carreira profissional, exerceu cargos de chefia em grandes multinacionais da área da electrónica de consumo. Actualmente é autor e dinamizador do projecto As Voltas da História, em colaboração com a Biblioteca Municipal de Cascais - Casa da Horta da Quinta de Santa Clara, série de contos originais com base na História de Portugal apresentados às crianças do concelho.
Terra Queimada é a sua primeira obra.






O romance definitivo sobre as invasões francesas.
O momento mais negro da História de Portugal. Uma das guerras mais cruéis da Europa.


Novembro de 1807. As tropas de Junot chegam a Lisboa e deparam-se com uma estranha situação: a corte havia zarpado para o Brasil; o clero virava a casaca e preparava-se para colaborar com os “diabólicos jacobinos”; maçons e intelectuais exultavam com a esperança de um futuro feito de liberdade, fraternidade e solidariedade. Mas o povo, esse, olhava furioso para as tropas maltrapilhas de Napoleão. Uma das portas de entrada em Portugal para os exércitos inimigos passava em Almeida. E é aí que encontramos uma população disposta a lutar pela independência do país, mas também por uma nova ordem social que os inclua.

Com Portugal à mercê das crueldades dos franceses e sob uma política de terra queimada ordenada por Arthur Wellesley, como resistiram os nossos antepassados a tanta humilhação, fome e morte? É a essa questão que Eduardo Gomes responde com um romance épico, meticulosamente pesquisado e assente numa galeria de personagens inesquecíveis. Se quiser receber um exemplar e falar com o autor, contacte-me. Obrigada!

Sem comentários:

Publicar um comentário