sábado, 2 de setembro de 2017

ESCAPADINHA | Caminhada “À Descoberta De Almada” | 03 SETEMBRO


Caminhada “À Descoberta De Almada”



0€ - 5€
EVENTO: CAMINHADA “À DESCOBERTA DE ALMADA”

DATA: 03/09/2017

PONTO DE ENCONTRO: CAIS DO GINJAL / CACILHAS

HORA DE CONCENTRAÇÃO: 10H30

INÍCIO DA ACTIVIDADE: 11h00

FIM DA ACTIVIDADE: 15H00 (previsão/depende do ritmo do grupo).

DURAÇÃO DA ACTIVIDADE: +/- 4H00 (previsão/depende do ritmo do grupo). 

PERCURSO / DISTÂNCIA: +/- 8 Km

TIPO DE PERCURSO: Circular (começa e termina no mesmo local).

GRAU DE DIFICULDADE: Médio (algumas subidas prolongadas e com inclinação).

INFORMAÇÃO / MATERIAL / EQUIPAMENTO / ALIMENTAÇÃO

Telemóvel (para contacto em caso de necessidade); 
Calçado confortável e roupa adequada à estação;    
Protector solar/chapéu.
Água (1,5l);                  
LANCHE/MERENDA (paragem na CASA DA CERCA/a partir das 13H).

DESCRIÇÃO DA ACTIVIDADE

Partindo do CAIS DO GINJAL (Cacilhas/Almada), iremos caminhar e passar por locais emblemáticos daquela localidade, tais como, o  JARDIM DO ELEVADOR PANORÂMICO DA BOCA DO VENTO (não inclui viagem), MUSEU NAVAL, CRISTO REI (não inclui visita) e o SEMINÁRIO MAIOR DE S. PAULO DE ALMADA. Visitaremos a extraordinária CASA DA CERCA (Centro de Arte Contemporânea de Almada), onde faremos uma PAUSA para LANCHE/MERENDA/ALMOÇO (cerca de 30 minutos).

Neste local poderemos contemplar, o sereno Rio Tejo, a cosmopolita, capital, o Jardim dos Óleos e o Jardim dos Pintores.

Pensa-se que o nome da Quinta tem a ver com a proximidade a uma das cercas da zona mais antiga de Almada, que assegurava a defesa da vila desde a Idade Média. A própria rua onde se situa o atual Centro de Arte Contemporânea chama-se Rua da Cerca e ainda são visíveis parcelas dessa “cerca”. A Quinta prolonga-se por 14 000 m2 tendo sido, em tempos, composta por logradouro, terras de semeadura, vinhas, horta, pomar e jardim. Atualmente conserva a capela, a cisterna e arrecadação.

Trata-se de um solar típico dos séculos XVII-XVIII. A capela terá sido construída numa fase posterior à da construção do edifício principal. Sabe-se que o tecto da capela foi trazido da Quinta do Pombal, também em Almada, na altura em que a quinta pertencia à família Teotónio Pereira. Pensa-se que a Quinta da Cerca e o antigo Convento de S. Paulo terão sido uma única propriedade, devido à proximidade dos dois edifícios e à confluência dos seus terrenos. O espaço foi adquirido pela Câmara Municipal em 1988, a Casa da Cerca foi recuperada e transformada em centro cultural. A divulgação da Arte Contemporânea é, desde 1993, a sua principal função.

Descansaremos o nosso olhar sobre o MIRADOURO DO ELEVADOR PANORÂMICO DA BOCA DO VENTO. 

Passaremos pelo PÁTIO DO PRIOR DO CRATO, IGREJA PAROQUIAL DE SÃO TIAGO DE ALMADA e MOINHO DE VENTO DO MORRO DE CACILHAS.

Bem perto das Margueiras, existiam terras de cultivo, que garantiam a sustentabilidade dos ocupantes do espaço. Durante séculos, o trigo, o milho, a cevada e outros cereais, chegavam ao morro sobranceiro ao Tejo, onde os moinhos aí existentes cumpriam a sua função de fornecer aos habitantes a farinha, tão necessária à confecção do pão e de outros alimentos de uso quotidiano. 

Para facilitar a ligação entre o cais de Cacilhas e a Margueira existia um túnel, que passava por baixo do morro, logo a seguir à Lapa. Junto à Lapa, encostado ao morro, existia um mirante, que se destacava pela sua altura a par do morro, cuja existência alimentou durante muitos anos a imaginação popular. No início dos anos 50 instalou-se aí a fábrica de Manilhas do senhor Patraquim, na sequência do qual foi derrubado o muro existente que delimitava a propriedade e impedia o seu livre acesso, e abriu espaço à instalação de famílias no morro do Moinho. Este local era conhecido de forma carinhosa por ilha do Papagaio Cinzento.

Rumamos à IGREJA DA Nª SRAª DO BOM SUCESSO e findaremos o nosso percurso no CAIS.

Este passeio tem surpresas a cada virar de esquina. 

Não percas esta oportunidade e vem conhecer Almada!

PONTOS DE INTERESSE NA ZONA

- Submarino Barracuda;
- Fragata D. Fernando II e Glória.

DOÇARIA LOCAL

Os PASTÉIS DE AL-MADAN foram criados há cerca de duas décadas por um mestre pasteleiro Almadense, fazendo já parte da NOVA Doçaria Tradicional Portuguesa. São o que de melhor podemos encontrar na riquíssima história da cidade de Almada cuja fundação se perde na memória do tempo e que herdou o nome do topónimo árabe Al-madan, ou “a mina de ouro” porque aqui se explorava o ouro, nas areias do Tejo e na conhecida mina da Adiça. Podemos saboreá-los com recheio de Amêndoa, Nozes, Doce de Gila, Chocolate e Maçã.

INSCRIÇÃO (OBRIGATÓRIA) - ATÉ DIA 02/SETEMBRO

Enviar email: geral4trilhos@outlook.com

Indicar os seguintes elementos:

Designação e data do evento;
Nome completo;
Data de nascimento;
Contacto telefónico;
NIF (para efeitos fiscais).

PREÇO

Adultos (até 69 anos de idade) – 5€

Crianças / adolescentes (<18 anos) – GRATUITO.
Inscrição obrigatória. Acompanhamento obrigatório de familiar ou responsável legal.

Inclui: Guia / Seguro.

PAGAMENTO

Efectuado no dia e local da actividade.

ADVERTÊNCIAS

O percurso da caminhada pode ser alterado ou cancelado devido a condições atmosféricas adversas ou outras que se justifiquem.

Mínimo de participantes: 10.
Informação de eventual cancelamento / 48 horas antes da realização do evento.

APÓLICES / SEGUROS OBRIGATÓRIOS / VICTÓRIA SEGUROS

Acidentes Pessoais
Apólice n.º 11116860 , de 2017-01-11; Validade: 2018-01-01; Duração: Ano e seguintes; Montantes garantidos: € 23.300,00 ; € 4.000,00 

Responsabilidade Civil
Apólice n.º 11116783 , de 2017-01-11; Validade: 2018-01-01; Duração: Ano e seguintes; Montantes garantidos: € 55.000,00 

GUIA
José Vitorino

CONTACTO 
Anabela Pacheco
Tlm: 912596726

4TRILHOS
NIF: 201365456
RNAAT Nº 141/2017





Sem comentários:

Publicar um comentário