quarta-feira, 6 de setembro de 2017

LITERATURA | R. C. Vicente























Nasci a 20 de Setembro de 1995, em Santarém, e desde que tenho memória dedico o meu tempo livre a criar histórias mentalmente. Tudo começou com as histórias que o meu pai inventava para me adormecer e aquelas que a minha mãe me lia. Fechava os olhos e via tudo o que eles me contavam. Com cinco anos criei o meu primeiro personagem e enredo sério, e foi a partir daí que nasceram As Crónicas de Amindrius, Bérnia e Efendes. Diria que toda a história da minha obra cresceu comigo, amadureceu ao meu lado, e ganhou uma intensidade quase violenta quando eu tinha treze anos, durante os quatro anos que vivi em Espanha, quando descobri a literatura fantástica e compreendi que tudo o que criara até então podia ser muito mais e não existiam limites. A partir desse ponto, graças aos incentivos da minha mãe que sempre amou e teve talento para a literatura, nunca desisti da ideia de transformar os meus sonhos em realidade e trabalhei até o conseguir. Entre desgostos, humilhações sofridas muito próprias da juventude, dois primeiros prémios literários e uma teimosia sem fim, consegui o que desejava e entreguei ao mundo o primeiro de muitos livros. Hoje, se tiver de me apresentar, faço-o apenas como R.C. Vicente e mostro com orgulho os meus amados dragões.




Sinopse

Nas terras dos Gémeos Indomáveis, os descendentes dos filhos dos Deuses vivem sob a forma humana após o enclausuramento dos seus verdadeiros seres... os Titãs...

Durante séculos não se vira um Titã na sua forma original, até que, na Batalha do Vale dos Ursos, Wilmarione Von Rimer de Rokkya libertara a sua verdadeira forma e sobrevoara os céus como um enorme dragão branco. Porém, há muito que a grande rainha partira para os Jardins dos Deuses e já se contavam três gerações de Von Rimer depois da sua morte. Três gerações sem nenhum eterno que tivesse sido capaz de libertar sua forma original.

Mas, agora, os ventos começavam a trazer consigo cânticos de guerra e na família da grande rainha rokka começava a formar-se uma tempestade que poucos seriam capazes de controlar.

No fim, iria ser cada um por si só contra o poderoso Império de Karkalis. E entre guerras, alianças, traições, amores, injustiças e novas amizades, os Titãs iriam... Ressurgir.

Até na mais negra e sinistra das criaturas, na mais cruel e maldosa, se pode encontrar uma centelha de luz. Mas nunca o contrário.

Sem comentários:

Publicar um comentário