quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

ESCRITORA CRISTINA DAS NEVES ALEIXO NOVA CRONISTA

A partir do próximo dia 04 de Fevereiro, passamos a contar com a presença semanal da escritora Cristina Das Neves Aleixo como cronista do nosso Jornal. 

Nasceu e cresceu no Barreiro. Já adulta toma-se de amores por Lisboa e aí reside até hoje. Profissionalmente desempenhou cargos tão diversos como os de escrituraria, recepcionista, tradutora, secretária, assistente de direcção. Chefiou departamentos empresariais, brincou com a locução de rádio e aos modelos fotográficos e publicitários, foi empresária.

Durante quase 30 anos fez do mundo empresarial privado a sua casa, enquanto, secretamente e desde a adolescência, se realizava verdadeiramente com a escrita. Academicamente brilhava na área de eleição: letras. A formação em escrita criativa foi inevitável.

O seu primeiro livro publicado em Maio de 2015, com a chancela da Capital Books, "Joaninha e o jardim encantado", alerta os jovens, e também os adultos, para os valores da amizade, da diversidade e incute o gosto pela aprendizagem. Em Julho do mesmo ano dá a sua contribuição em "Todos por um", uma antologia de contos comemorativa do aniversário da editora, com um policial ligeiro: "O caso das pedras preciosas".

Um ano depois, em Junho de 2016 e num registo mais uma vez diferente, mantém os laços com a editora que a viu nascer e lança, na Feira do Livro de Lisboa, "Por amor, tudo(?)" com prefácio do Dr. Daniel Cotrim da APAV. Esta é uma estória centrada na violência doméstica, fruto de um trabalho de campo muito sério junto de vítimas reais e que lhe valeu um elogio público. Este é, também, um livro que a autora fez questão que fosse solidário e apresenta o selo da APAV - uma parte das receitas reverte para a instituição. Diz que para si "escrever é como respirar: uma necessidade"; diz, a brincar, que "talvez sejam os genes" - é prima de António Aleixo.


Sem comentários:

Publicar um comentário