segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

ENTREVISTA à autora PATRÍCIA REBELO, porque os sonhos se tornam realidade


"Pede o desejo...Acredita! Vai acontecer..." 

Patrícia Rebelo


MBC - O que te motivou a começar a escrever?
PR - Desde que me lembro gosto de livros e das palavras, mas foi por volta dos meus 12 anos que comecei a escrever emoções e a perceber que já não podia passar sem isso.

MBC – No teu livro de lançamento “Um dia disseste que eu devia escrever um livro” abraçaste esta aventura que é ser-se uma jovem autora no nosso país onde só os nomes conhecidos têm tendência em singrar como consegues contornar essa dificuldade?
PR - Não contorno. O mercado editorial é muito injusto e por isso trabalho todos os dias para conseguir destacar-me. No entanto não procuro competir com ninguém. Apenas comigo. Tento ser sempre melhor do que fui no dia anterior e desafiar-me em novas conquistas.

MCR – Para quem te conheça agora como apresentarias este teu primeiro trabalho?
PR - Foi um trabalho muito emocional para mim. É um livro que transmite sensações e sentimentos e que nos faz colocar no lugar da personagem principal. É um caso verídico, mas se quiserem encarar como apenas um romance, também o podem fazer. É uma história... que fez parte da minha. Mas não é disso que todos somos feitos? De histórias? De momentos? De pessoas que passam ou ficam? O livro fala sobre isto tudo. Sobre amor, sobre acreditar, sobre desilusão, sobre conseguirmos superar, sobre como se sobrevive a contrariedades da vida...
        
MBC – No passado mês de Novembro lançaste uma série de livros infantis, este primeiro com o nome “A Nô quer a avó”, o que te levou a escrever para crianças?
PR - Eu sempre adorei crianças. Desde pequena. Eu sentia-me fascinada quando a minha educadora abria o dossier com as fichas que tinha para nós. Sempre acreditei que é nas camadas mais novas que plantamos a semente de amor, valores e da capacidade de sentir empatia pelo outro.

MBC – Este teu projecto para crianças, sendo completamente diferente do teu primeiro livro não se tornou mais difícil de escrever?
PR - Pelo contrário. Se eu revelar em quanto tempo foi escrito ninguém acredita. Foi tão natural, tão simples, tão espontâneo e verdadeiro... foi em muito pouco tempo. Pouco tempo mesmo. Se o meu primeiro foi escrito em um mês... bem... este é melhor nem falar.
Acho que quando escrevemos com emoção, quando nos envolvemos na escrita é intenso e rápido. Claro que varia de cada autor ou escritor..., mas eu sou muito emocional, portanto ter livros com meses de escrita ou anos, torna-se inquietante.

MBC – Quantos livros pensas escrever desta série e com que regularidade?
PR - Não posso revelar, mas são alguns. Já tenho vários títulos escritos e praticamente todos os títulos numa lista.

MBC – Será que podemos esperar um novo livro para adultos?
PR - Claro que sim. Nunca deixarei isso de lado.

MBC – Neste novo ano tens mais algumas surpresas preparadas? 
PR - Tenho várias surpresas. Vou aventurar-me muito mais... acho que vai ser um excelente ano.





MBC – Onde é que se podem adquirir os teus livros?
PR - O meu primeiro livro, podem adquirir na Amazon para vários países.
O meu livro infantil pode ser adquirido através da editora Cordel d’Prata, na Bertrand.pt, na Wook.pt, nas lojas FNAC ...
Os leitores que quiserem exemplares autografados, podem adquirir directamente comigo através do meu Instagram @patriciarebeloautora
        

MBC – Queres deixar-nos os teus contactos nas redes sociais para que os leitores possam seguir o teu trabalho?
PR - Sim.
O meu Instagram onde podem acompanhar tudo no momento é: @patriciarebeloautora
O meu Facebook é https://www.facebook.com/patriciarebelooficial



O meu especial agradecimento à jovem autora Patrícia Rebelo citando as suas palavras "O caminho é teu. Só teu. As decisões também...Não deixes que ninguém caminhe por ti...". O caminho é só teu, mas todas as mãos que encontrares no teu percurso são as nossas agarra-as porque estaremos lá por ti.

Texto: MBarreto Condado
Fotos: disponibilizadas pela autora




Sem comentários:

Publicar um comentário