sexta-feira, 18 de março de 2016

[Actualidade - Palmela] Câmara Municipal de Palmela arranca com Orçamento Participativo em Abril



A iniciativa vai dar voz às populações das freguesias do concelho de Palmela. Este modelo já não é novo em Palmela, mas o executivo de maioria CDU tem aproveitado várias ideias da população para realizar obras nessas freguesias por onde passa a iniciativa



Foi na última reunião descentralizada, que o presidente da Câmara de Palmela, Álvaro Amaro anunciou que a autarquia vai realizar os Orçamentos Participativos deste ano com as populações das suas freguesias.

Este ano haverá duas sessões do Orçamento Participativo, uma em abril e outra em setembro. Álvaro Amaro salientou ser “um documento importante para as populações participarem”, sendo que dos encontros promovidos pela autarquia de Palmela muitas são as ideias que o executivo de maioria CDU acolhe e tem realizado algumas obras que são muitas das vezes revindicadas pelas populações das suas freguesias.

Este é um documento importante para as populações participarem, pois aqui apresentam as suas propostas de intervenção, mas também as prioridades” disse o edil palmelense.

Os Orçamentos Participativos são iniciativas que já não são novos no concelho de Palmela, durante os encontros promovidos pela Câmara Municipal de Palmela, são apresentados pela população as obras de intervenção com mais prioridade, mas também são apresentados pela autarquia alguns dos critérios dessas prioridades e obras que estão ou vão estar em curso.

Álvaro Amaro adiantou ainda que “estivemos no Bairro Margaça a visitar uma rua que nem estava previsto no plano do município vir a ser asfaltada, mas que em bora hora e numa reunião descentralizada ou no Orçamento Participativo, já não tenho bem a noção, houve um munícipe que falou no assunto e apresentou a sua revindicação e felizmente o executivo conseguiu encaixar e aprovar a alteração orçamental para a possibilidade de realizar mais esta obra nesta freguesia”, proposta de alteração que foi apresentada e votada na passada quarta-feira em Cajados.Diário do Distrito

Sem comentários:

Publicar um comentário