terça-feira, 8 de março de 2016

[ Cinemania] Londres tomada de assalto nos cinemas

Estreou esta semana em território nacional mais um um filme sobre invasões e ataques. Depois do antecessor "Assalto à Casa Branca" que não vi, chega-nos agora este "Assalto a Londres"




Pelo que pude entender esta sequela traz as duas personagens principais do filme anterior: Mike Banning (Gerard Butler) e o Presidente dos Estados Unidos, Benjamin Asher (Aaron Eckhart). 

Durante uma viagem a Londres, para marcar presença do funeral do primeiro-ministro britânico em conjunto com outros líderes mundiais, um grupo de terroristas  consegue tomar controlo do funeral, sendo o principal alvo de tal plano o presidente dos Estados Unidos que terá como aliado nesta frenética corrida o seu aliado, Banning.

Apesar de ter bastantes clichés, numa altura em que o mundo atravessa uma instabilidade política, não podemos dizer que "Assalto a Londres" não seja algo com um pouco de criatividade e originalidade, pelo menos na premissa, já na execução é outra história. 

O filme segue um ritmo alucinante, recheado de cenas de acção, muitos tiros e explosões, com boas cenas de acção mas que podem tornar-se exageradas pela previsibilidade com que Banning consegue enfrentar tudo e todos. 

Depois a certa parte do filme começam as mensagens americanizadas que os Estados Unidos tanto gostam de transmitir especialmente em filmes como este, relacionados com o terrorismo. Aqui até abatem-se helicópteros em prol da nação americana e do seu presidente. Os efeitos especiais são fracos na minha opinião pois notam-se perfeitamente que são computorizados.

O elenco secundário acaba por desiludir bastante, Morgan Freeman talvez precisasse de mais protagonismo e Melissa Leo de mais falas, visto que a sua participação no filme é quase nula, sem grande relevância. 

"Assalto a Londres" consegue ter uma ideia para uma boa intriga mas acaba por falhar na execução. 

http://www.cronicasdeumaleitora.blogspot.pt

Artigo Publicado em parceria com Diário do Distrito

Sem comentários:

Publicar um comentário