domingo, 20 de março de 2016

[ Desporto - Futebol] Porto ganha 3 pontos no Bonfim

Primeira parte 0-1


Após a vitória do Sporting em Alvalade, frente ao Arouca, por 5-1, disputam os 3 pontos no Bonfim, Vitória Futebol Clube e Futebol Clube do Porto.
 

O Porto a entrou mais pressionante, mesmo sem acelerar muito, conseguindo criar as primeiras oportunidades de golo. O Vitória apenas conseguiu sacudir a pressão por volta do quarto de hora, através do primeiro remate à baliza de Casillas por parte de Makuszewski.

O Vitória conseguiu a partir daí equilibrar a partida, subindo no terreno e fazendo com que se tenha passado a jogar em todo o comprimento do terreno de jogo. Aos 32 minutos, Sérgio Oliveira viu o primeiro amarelo da partida e dois minutos depois Miguel Layun seguiu-lhe as pisadas, fruto do maior atrevimento dos sadinos.

Apesar disto, o Porto lançou-se para o ataque nos últimos cinco minutos, na tentativa de obter a vantagem antes do intervalo e conseguiu marcar por Sérgio Oliveira no cair do pano.

A segunda parte iniciou-se praticamente com a lesão de Maxi Pereira que, após choque com Makuszewski, teve de jogar a restante partida com a cabeça ligada. Tal como na primeira parte, o dilúvio regressou aos 5 minutos, condicionando de alguma forma os processos de ambas as equipas. Com o abrandar da chuva, o Porto conseguiu libertar-se da pressão e conseguiu criar perigo através de Sérgio Oliveira, com remate à entrada da área, aos 57 minutos a fazer lembrar o primeiro golo da partida.

Aos 61 minutos, lance na área de Casillas, com os adeptos da casa a reclamar grande penalidade, que não parece ter existido. No minuto seguinte, Corona rematou à malha lateral, num lance a dar sensação de golo de alguns ângulos no estádio.
Aos 66 minutos, Quim Machado refrescou o Vitória fazendo entrar Hassan e Costinha para o lugar do capitão Paulo Tavares e de André Claro.

O jogo subiu então de ritmo, com jogadas de ambos os ataques, com o Vitória à procura do empate e o Porto a tentar dilatar a vantagem.
Peseiro substituiu então Corona por Marega, aos 73 minutos, e logo depois trocou de ponta de lança, saindo Aboubakar para a entrada de Suk, aplaudido naturalmente pelos sadinos.

A 10 minutos do fim, o Setúbal esgotou as substituições, com a entrada de Vasco Costa.
Momento caricato da partida, aos 85 minutos, com a bola a furar à entrada da área dos dragões, quando se antevia perigo para Casillas.

Quem não furou foi o Vitória, com o ataque final em busca do empate nos últimos momentos do jogo. Peseiro optou então pela entrada de Rúben Neves (para a saída de Brahimi), para tentar estancar o ataque sadino.
Falhanço incrível de Fábio Pacheco já no período de descontos impediu o Vitória de alcançar o que tanto procurou durante grande parte da partida.

Resultado final de 1-0 para o Porto a colocar os dragões com 61 pontos, a 4 do líder provisório Sporting que alcançou também esta noite a vitória em casa por 5-1 perante o Arouca. O Benfica terá de ganhar amanhã no Bessa para recuperar a liderança.

O Vitória mantém os 28 pontos, podendo ser ultrapassado nesta jornada por Moreirense ou União da Madeira.Diário do Distrito

Sem comentários:

Publicar um comentário