quinta-feira, 3 de março de 2016

[Turismo] Parque de Campismo do Outão reabre no próximo verão



A Câmara Municipal de Setúbal vai gerir o Parque de Campismo do Outão e ficou a promessa de reabrir aquele espaço parcialmente já este verão 

Em janeiro de 2015 a noticia caiu que nem uma bomba no seio dos gestores e campistas do Parque de Campismo do Outão, pois era dada a ordem do seu encerramento que viria a verificar-se pouco tempo depois, deixando alguns campistas revoltados com a situação.

Atualmente o Parque de Campismo do Outão não passa de um local abandonado, com uma portaria aberta a quem queira percorrer o seu interior. Na última sessão da Câmara de Setúbal a proposta para a gestão passar para o domínio da Câmara foi aprovada.

A autarquia assinou um protocolo com a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) com o objetivo de município gerir o espaço durante 10 anos. Maria das Dores Meira, presidente da Câmara de Setúbal, explicou <<vamos fazer a gestão, garantindo a manutenção do Parque de Campismo>> adiantou ainda que <<iremos pagar no primeiro ano uma renda de cerca de dois mil euros>>.

A ideia da Câmara Municipal é fazer daquele equipamento um ecoparque de campismo, a edil ambiciona que o projeto-modelo que irá ser posteriormente discutido possa ser uma referência na região com as condições necessárias e excecionais.

Maria das Dores, reconheceu que <<só a autarquia pode gerir o equipamento numa vertente de serviço público, sem qualquer exploração comercia, sendo pura e dura a sua exploração>>.

Fora dos objetivos reais da Câmara é a instalação de um parque de campismo com o modelo anterior, onde os campistas fizeram muitos anos a sua segunda casa, a edil deu como exemplo o antigo parque de campismo da Toca do Pai Lopes, que “foi utilizado por 200 pessoas e atualmente recebe milhares de pessoas”.

A Câmara de Setúbal realizou um protocolo com o Instituto Superior Técnico que irá estudar todas as questões ambientais, como a rentabilização das águas e da energia, está prevista ainda a construção de uma ETAR, cujo projeto estará a cargo do arquiteto que realizou o projeto da Casa da Baía.

A autarca setubalense lembrou <<vamos investir mais de dois milhões de euros na recuperação e reabilitação de todo o espaço>>, um espaço que tem vindo a sofrer fortes atos de vandalismo sobretudo na parte da instalação elétrica. O projeto de reabilitação contempla ainda a construção de raiz de lavandarias, balneários, sanitários e caminhos.

Para já e para reabrir parcialmente o espaço neste verão a autarquia está a desenvolver todos os esforços para concluir o espaço das autocaravanas que ficará em definitivo e um espaço provisório para a instalação de algumas ‘tendinhas’.

Maria das Dores Meira referiu ainda que <<queremos que aquele espaço volte a ter vida, pois não é justo que um espaço tão bonito e agradável esteja sem ocupação>> concluindo <<os balneários e os sanitários vão ser já a nossa próxima etapa na construção para dotar o espaço de todas as condições>>.

Artigo publicado em parceria com .Diário do Distrito

Sem comentários:

Publicar um comentário