segunda-feira, 28 de março de 2016

[Cultura Popular] Dezenas cumprem tradição em Oleiros

A pequena aldeia de Oleiros, em Azeitão, recebeu na manhã de sábado uma vez mais a tradicional Queima do Judas que percorreu algumas ruas daquela vila


Pouco passava das 11:30 e já se ouvia a música do Cavalinho da Sociedade Perpetua Azeitonense e os gritos das viúvas e viuvinhas de Judas que entoavam pelas ruas da pequena aldeia de Oleiros, em Azeitão.

Depois de dada a volta às ruas da aldeia, o cortejo fúnebre terminou em frente à Capela de São Marcos datada de 1676. Judas – boneco de palha – foi pendurado e julgado este sábado de manhã por todos aqueles que aceitaram o convite da organização e se deslocaram até Oleiros para testemunhar mais um ano a tradição que remonta a séculos de história na vida da população da antiga aldeia de Oleiros.

Os juízes presentes, leram o testamento que Judas deixou a algumas figuras conhecidas da terra, deixando em testamento ainda algumas considerações, recomendações e bens como o caso da rotunda de Brejos de Azeitão a que Judas contemplou com um Pastor e um Cão para guardar as ovelhas que por ali estão e que foram destruídas no passado mês de dezembro.

Para a presidente da Junta da União de Freguesias, Judas deixou uma recomendação para que, Celestina Neves tome bem conta do seu autocarro que foi recentemente inaugurado na rotunda da EN 10.

Esta tradição sabe-se que é de costumes muito antigos e que acontece no sábado de Aleluia, na Semana Santa, sendo ela uma organização dos moradores da aldeia de Oleiros em Azeitão e com o apoio dos voluntários de Azeitão e Junta de Freguesia de Azeitão.

Artigo publicado em parceria com  Diário do Distrito

Sem comentários:

Publicar um comentário