segunda-feira, 7 de março de 2016

[ Sociedade - Crime] Pirateava canais de TV Cabo e ganhava 5 mil euros por mês



A Polícia Judiciária (PJ) de Setúbal desmantelou uma rede que distribuía a quase 600 clientes TV por cabo


600 clientes em Portugal estavam num dos esquemas que a Polícia Judiciária de Setúbal desmantelou na passada semana, onde um homem do Montijo pirateava o sinal de canais de TV por cabo ou satélite e revendia-os num esquema em que quase alugava o sinal, descodificadores e cartões também eram dispensados pelo homem que acabou por ser detido pela PJ.

Mas não era só em Portugal que o detido tinha clientes, os seus clientes também se espalhavam por Espanha e Alemanha, o negócio era feito através da internet. Cobrava entre 10 a 15 euros/mês por cada serviço. Com a venda e aluguer de sinal pirateado o indivíduo conseguiu ganhos de mais de 5 mil euros/mês.

Em 2013 a PJ realizou buscas à habitação do agora detido, mas arregimentou um familiar e um amigo para alojarem o material informático usados nos crimes. Em 2014 a PJ de Setúbal voltou a fazer buscas e encontrou os computadores que eram utilizados na prática do crime e os dois parceiros foram alvo de buscas e constituídos arguidos.

A investigação chegou ao fim e o homem é acusado de ter iniciado o crime de piratear os canais de TV por cabo em 2009 sendo que a investigação teve início em 2012. A PJ contou com a colaboração de vários países. Entre os lesados estão dois operadores de TV por cabo portugueses e um espanhol.

Artigo publicado em parceria com Diário do Distrito

Sem comentários:

Publicar um comentário